Contacto

portada-defensas-fuertes.jpg
O sistema imunitário protege o nosso organismo face a agentes externos. Tem capacidade para responder face a uma grande variedad de substâncias estranhas, denominadas antigénios, e outros agentes internos. Ao mesmo t¡empo, deve identificar as células próprias para não atacar-se a si próprio, como ocorre nas doenças autoimunes.

Quando o nosso sistema imunológico está em boas condições, pode ajudar a prevenir infeções e, em caso de contrair a doença, a evolução pode ser mais favorável e com menos complicações.

Uma dieta pobre, stress, estilo de vida sedentário ou poluição podem enfraquecer o nosso sistema imunológico. Existem alguns hábitos que podemos seguir para aumentar a nossa resistência contra ataques de agentes externos.

Alimentação
Existe uma relação clara entre o que comemos e nosso sistema imunológico. Uma alimentação equilibrada e saudável é fundamental para o funcionamento das nossas defesas. Em geral, a nossa dieta deve incluir frutas e vegetais, legumes, grãos integrais, proteínas e gorduras saudáveis ​​(azeite, nozes, abacate, peixes gordos...). Devemos evitar açúcares, ultraprocessados ​​e refinados.

Depuração
A acumulação de toxinas pode ter um impacto negativo em nosso corpo. Podemos notar uma sensação de inchaço, cansaço, problemas de pele... e nosso corpo ficará mais suscetível a infecções. A desintoxicação promoverá o funcionamento dos sistemas imunológico e linfático, além de aumentar a energia.

Exercício
O exercício físico moderado realizado regularmente melhora nossa resposta imunológica. Atividades como caminhada rápida, natação ou ciclismo por pelo menos trinta minutos reduzem o risco de infecção.

Sono
O sono não é apenas necessário para descansar, também é essencial para o sistema imunológico. Durante o sono, o sistema imunológico se regenera e se fortalece. Se você não conseguir um sono reparador, pode se ajudar com plantas medicinais. Alguns, como valeriana, maracujá, espinheiro ou papoula da Califórnia, têm propriedades relaxantes e sedativas.


7 ESSENCIAIS PARA PROMOVER AS DEFESA

PROBIÓTICOS
Uma das portas de entrada de patogénios no nosso organismo é o intestino, considerado um dos principais órgãos do sistema de defesa. Para manter a barreira intestinal forte, os probióticos são essenciais.

COGUMELOS
Pleurotus, maitake, shiitake e reishi contêm β-glucanos com propriedades imunomoduladoras e imunoestimulantes, podendo ser usados ​​na prevenção de doenças infecciosas.

ECHINACEA
É uma planta com atividade imunomoduladora, ativando a resposta imune inespecífica (inata) e específica (adquirida).

LACTOFERRINA
É uma proteína encontrada no leite e outras secreções como saliva, lágrimas, urina, etc. Possui ação antibacteriana, antiviral e antifúngica. Estimula o sistema imunológico e ajuda a prevenir infecções, também possui atividade antioxidante e anti-inflamatória.

VITAMINA D
É uma vitamina lipossolúvel, necessária para o bom funcionamento do sistema imunológico. Além disso, tem função essencial para o uso correto do cálcio, mineral importante para a manutenção óssea.

VITAMINA C
O ácido ascórbico é essencial devido às inúmeras funções que desempenha no organismo, entre as quais destaca-se o seu papel no bom funcionamento do sistema imunitário, na formação de colagénio e como antioxidante, ajudando a prevenir os danos causados ​​pelos radicais livres.

PRÓPOLIS
É um produto feito pelas abelhas para proteger a colmeia da invasão de agentes nocivos. Em nosso organismo, tem a capacidade de estimular o sistema imunológico e, além disso, possui ação antimicrobiana, anti-inflamatória, analgésica e cicatrizante.

Tags #saúde #conselhos #defesas